Valter Carretas Advocacia

Case do Cliente

A farmácia de manipulação na era do comércio eletrônico


No mercado desde 2005, a Miligrama Farmácia de Manipulação é uma empresa com sede em Curitiba, PR, pioneira no setor na comercialização de produtos através de loja virtual. A busca pela diferenciação é pautada desde o início de suas operações no conceito de “Promover a saúde e o bem-estar dos nossos clientes”.

A idéia da loja virtual (e-commerce) surgiu em 2008, a partir da divulgação de produtos recém-lançados pelo site da farmácia, entre eles, matérias-primas para farmácias de manipulação e mercadorias prontas para utilização. Atraídos pelas novidades, os clientes passaram a procurar a Miligrama para adquirir os produtos divulgados. Esta procura chamou a atenção para uma oportunidade de negócios: comercializar os produtos através da internet. No início não havia sistema de compra pela web, a venda era feita através da ligação do cliente e da remessa pelo correio.

Com o aumento da procura, verificou-se a necessidade de aperfeiçoamento no atendimento com a criação de um mecanismo de compra dos produtos diretamente pelo site.

Facilidade ao consumidor

O resultado esperado com esta nova ferramenta, além de incrementar as vendas, era atender a expectativa criada nos consumidores. Na época, não havia nenhuma farmácia com serviço semelhante, sendo a única alternativa disponível uma empresa não farmacêutica, a qual serviu de referência para a estruturação do serviço. A demanda pelos produtos era em sua grande maioria do eixo Rio – São Paulo, em virtude das empresas importadoras e fabricantes dos produtos serem oriundas destas regiões e investirem em divulgação na imprensa, em anúncios de revistas e na web. Ao buscar os produtos anunciados pelos fabricantes, encontraram na Miligrama um canal para adquiri-los.

Para a criação do primeiro site, os sócios Robson e Paulo, pesquisaram tipos de plataformas, bancos de dados, agências de marketing e tecnologia para a implantação do serviço. O próximo passo para viabilizar a ideia foi procurar um amigo que possui uma empresa de informática para desenvolver o mecanismo. No início, as operações eram realizadas pelos próprios sócios. Para superar as dificuldades foram feitas parcerias operacionais com fabricantes e fornecedores. Com o aumento da demanda, houve a necessidade de evoluir no sistema. A estruturação do processo foi revista, assim como a compilação de informações e o formato de vendas.

Nos quatro anos de atuação, novas tecnologias e facilidades foram criadas em busca da excelência. A partir do aumento do volume de vendas, uma estrutura operacional foi montada, formada por equipes de marketing, atendimento e suporte ao cliente, responsáveis pelo processamento das informações, produção, remessa, SAC e desenvolvimento de novos produtos e serviços. Segundo Robson, para o crescimento no comércio eletrônico é necessário dedicação e investimento.

Este método pioneiro implantado pela Farmácia Miligrama inovou a formato de vendas e hoje serve de referência para o setor.

Incremento nas vendas

Os principais produtos comercializados através do site são das linhas de emagrecimento e cosmética. Além disto, novos mix estão sendo estudadas e em breve estarão disponíveis aos clientes.

O perfil do consumidor da loja virtual da Miligrama é composto atualmente por 70% de mulheres. Em termos de região, 40% vêm do Rio de Janeiro e de São Paulo. Apesar da sede da empresa ser em Curitiba, o mercado da capital paranaense e região possui pouca expressividade na compra pelo site.

Após todo o investimento, os resultados estão sendo satisfatórios. As vendas da loja virtual já ultrapassaram o da loja física.

Para o futuro, as metas são oferecer mais novidades em produtos, melhorar o sistema de compras, diminuir os preços, facilitar as formas de pagamento e entregar em menor tempo o produto ao consumidor.

Desta forma, o objetivo é gerar cada vez mais diferenciação nos serviços da loja virtual da Farmácia Miligrama.

Tagged

Compartilhe

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


*

TAGS