Valter Carretas Advocacia

Blog Direito Farmacêutico

Redes de farmácias já se preparam para oferecer vacinas e diagnósticos

Mesmo com o atraso da ANVISA (agência reguladora) para definir as normas para vacinação e atendimentos clínicos em farmácias, as grandes redes do setor  já se preparam para oferecer o serviço.

No caso do Pague Menos , mais de metade das lojas já tem um espaço para atendimento . ” Até o fim de 2017 , todas as unidades terão a estrutura ” , diz o fundador  da empresa, Deusmar Queiróz.

As Companhias tem se reunido com fornecedores nos últimos meses com a expectativa de que as regras saiam até o fim de 2016 , segundo Sergio Mena Barreto, presidente executivo da Abrafarma, que reúne as grandes redes.

A Ascensia, que planeja fazer monitoramento de glicemia nas lojas, já tem parcerias com farmácias, “que serão implantadas assim que as regras forem aprovadas”, afirma Patricia Gaillard, gerente geral da empresa no País.

A Anvisa ainda não tem uma previsão para as normas .

A prestação do serviço não é proibido por lei, mas sem uma regulamentação específica, não há segurança jurídica para a implementação, avalia o sócio da Trench, Rossi e Watanabe, Henrique Frizzo.

Em abril, a Anvisa prometeu resolver a questão, mas postergou o processo após avaliar que seria preciso fazer uma nova resolução .

Algumas redes já oferecem os serviços, respaldadas por regras legais , como  a carioca A Nossa Drogaria .

“Se a Anvisa não regular nacionalmente , iniciativas vão ser aprovadas em municípios e Estados. Vai virar uma colcha de retalhos legislativas”, afirma o sócio-diretor da empresa Eduardo Pereira.

Compartilhe

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


*

TAGS